‘Poetas No Esgoto’ é a cypher do 333, coletivo de rap manauara

333 é um coletivo da cidade de Manaus/AM formado por quatro grupos (Shadowclan, Arcanos, Expresso Submundo e Tons da Mente) e três beatmakers (Antunes, F.L.E.X e Treme) e criado a pouco mais de 1 mês. Sem a mesma visibilidade que as outras regiões do país, eles vem para para mostrar que a região norte não perde em nada em relação aos polos do rap no Brasil.

Todos os integrantes já tem seus trabalhos independentes, porém no início do mês, a crew nos apresentou seu primeiro trabalho em conjunto, a cypher “Poetas no Esgoto“, nome que faz uma analogia — e não uma crítica — a sequência “Poetas no Topo“, produzida pela Pineapple, e remete a invisibilidade que rappers da região sofrem, estando longe dos holofotes.

A produção sonora ficou a cargo dos três beatmakers do coletivo, cada um assinando um beat. A captação de voz é do Estúdio JOTA, assim como os trabalhos de mixagem e masterização. A direção de filmagem ficou a cargo de Jéferson Souza.

Acompanhe o Coletivo 333 no Facebook

Trecho da música
“Nossa Banca, um enigma/ Magos tão de caneta!/ Então estanca tua estigma/ E olha esse gol de letra/ Anotados na caderneta/ Mais de mil referências…/ Negos vindos de Paris/ Cê viu isso com que frequência?” — Do Carmo (Arcanos)

Comentários estão fechados.