‘Cansei de ajudar, agora eu quero o lucro’, Confira o ‘Colapso’ de P-Erri e Shao Kahn

0

As vésperas do lançamento do seu primeiro trabalho solo, a mixtape intitulada “Sujo” o rapper e produtor cearense P-erri em parceria com o mc Shao Kahn, cuspiram toda a indignação perante as adversidades da vida em “Colapso”. I

ntegrante do grupo de grande expressão da cena fortalezense, o Treze9Zero, Paulo Ricardo mais conhecido como P-Erri, atua no cenário também como produtor musical, usando seu alter-ego Manicômio Beat, hoje com 26 anos de idade, 8 deles dedicados ao Rap, sempre assinando trabalhos de relevância e notoriedade dentro do cenário, já Shao Kahn, pode-se dizer que é uma das revelações do ano de 2017 em Fortaleza, com suas metáforas e refrões com uma extensão vocal marcante, o que firma ainda mais a identidade do jovem mc, a colaboração dos dois é o resultado da ascensão cena local que vem emplacando trabalhos de alto nível nos últimos tempos.

A música, retrata a realidade atual em que vivemos, violência, a falta de oportunidades, adversidades e obstáculos impostos pela vida para que possamos chegar ao topo, valorizando toda a caminhada árdua. “Cansei de ajudar, agora eu quero o lucro” cita p-erri em uma linha do som.

“É uma crítica ao modelo padrão que o sistema nos impõe, onde o patrão trabalha menos e ganha mais e o empregado exerce trabalhos abusivos e ganha oque o próprio nome ja diz “salário mínimo”, no entanto passamos por momentos de oque podemos chamar de “lucidez” o momento em que acordamos por instates, sempre retrata esses dois lados o padronizado e o desconfigurado, a vida nos mostra que não é fácil, as oportunidades devem ser agarradas com unhas e dentes os que nao aproveitarem vão ficar pra trás e isso tem que ser retratado, em meio a tantos problemas, mortes a nossa volta, polícia, sistema, temos que abrir os olhos e ver os planos de futuro sendo formados. Por que não podemos viver da arte? Por que não podemos vender o que criamos? Fortal los bruxo, um salve pros bicho doido, pros caçadores de oportunidades”, afirma P-erri.

Shao Kahn no início da música começa com “Mate o líder, e os liderados lhe obedecerão, afinal quem manda nessa guerra é quem tem mais poder ou não?“ passando a ideia de hierarquia, onde o mais forte sempre sobrevive, e o líder que o mesmo cita, é a personificação das possibilidades que insistem em dizer “não”, o ato de matar o líder apenas diz, que devemos tomar uma atitude perante ao conformismo que nos mata diariamente.

“Na música inteira o ego fala comigo, me mostrando o que ele é capaz de fazer, nessa track ele foi dominante mostrando o seu poder de destruição, até porque isso que o nosso ego causa, destruição em nosso “eu”. A cidade se mantém de olhos em outros horizontes, por dentro estou gritando pra que olhem pra nós, as pedras preciosas que estão embaixo do nariz de vocês. Não é só papel, caneta, beat e um mic, vai muito além e sim, estamos a frente anos luz dos que pensam que é só isso”, afirma Shao Kahn

Um trabalho feito em conjunto com a MÁFIA UNDERGROUND que foi responsável pela captação de áudio, o beat, mix/master e aedição do audiovisual por Manicômio Beat, afotografia e filmagem por conta de A SEDE MOB.

Podemos concluir que colapso é o desabafo de vários que se encontram nessa estrada, buscando vários horizontes, enfrentando os obstáculos diários para se manter na caminhada, que é árdua, onde muitos dão início, mas poucos se mantém de pé, confira essa obra de arte no YouTube mais próximo de você, certeza de qualidade sonora.

Trecho da Música
“Noite passada nem dormi, pensando em como vai ser, se agarro tudo no mundo, ou mando tudo se foder…”

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.