‘Omo Oyá’, de Pacha Ana, o primeiro disco feminino de Rap lançado no Mato Grosso

Omo Oyá, do Yorubá, "Filha de Iansã", é o nome do disco de estréia da rapper Pacha Ana, agora dona do primeiro disco feminino de rap lançado no Mato Grosso.

0

Omo Oyá, do Yorubá, “Filha de Iansã“, é o nome do disco de estréia da rapper Pacha Ana, agora dona do primeiro disco feminino de rap lançado no Mato Grosso.

Com músicas que vão do boombap ao samba de terreiro, Pacha mostra muito da sua ancestralidade e fé. Fala do seu dia a dia enquanto mulher negra, dos tempos de infância e das barreiras no meio da música.

A MC surpreende demais com seu primeiro disco, chegou mostrando ter um grande potencial, arrisco dizer que ela é uma grande promessa da música brasileira atual. A musicalidade do disco nos prende facilmente, a voz de Pacha consegue ser doce e contestadora, o disco trás parte dos melhores flows que eu ouvi no ano de 2018, as músicas tem um conceito muito bem definido, puxando pra raízes brasileiras e africanas.

O disco foi gravado em junho de 2018, após a artista ter sido contemplada no Edital Municipal da Cultura em 2017.

Ele conta com a produção de Eazy CDA, produtor em Belo Horizonte. Beats de Vibox, BlackBoxBeatz, Costak, Ahgave e Andrew Fya, acompanhados pelos instrumentistas Augusto Krebs, Paulinho Nascimento e Matheus Lazarin. A masterização ficou por conta do DjSpider, do studio Pro Beats, de Belo Horizonte.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.