Bate-papo com Febem: as novidades do rapper para 2019

1

Integrante do selo Ceia Ent, o paulistano Felipe Desidério, mais conhecido como “Febem”, está prestes a lançar seu próximo álbum RUNNING, considerado por ele mesmo um pouco mais articulado. “Estou sem medo e sem receio de falar o que penso. Acho que os dois EPs que lancei antes fizeram muito bem pra mim, porém trabalhar em clipes é algo que eu não fazia muito, por falta de estrutura, e agora isso vai rolar! Então pretendo fazer um curta de apresentação”, explica.

Destacado por sempre flertar com diversos gêneros musicais como rock, eletrônico junto com o rap, Febem diz que é um ouvinte bastante eclético, e não consegue se limitar em apenas uma vertente, ainda mais quando o assunto são as batidas. “Hoje o processo de criação é um pouco mais lento e detalhista, sinto saudades do início onde vomitava uma letra a cada hora, mas acho que faz parte da evolução também. Sobre minhas letras, acho que é algo muito pessoa, talvez por isso não tenha expandido tanto ainda… É mais pra quem se identifica no que eu digo, não tem um alcance viral”. Porém complementa que esse novo trabalho terá uma nova proposta, e espera que consiga alcançar um número maior de pessoas.

Após ter entrado para a Ceia Ent, o artista lançou o EP “Elevador”, e no meio do ano divulgou sua última single “Bandida”. “Esse som estava na lista do Running, mas não combinava muito com as demais músicas, então o Cesão teve a ideia de lançar singles dos artistas antes do EP da Ceia (SO///OS), e foi o melhor caminho que tive, pra inserir ela ali naquele bloco. Aquela vibe de beat é ‘dahora’, curto bastante, quero fazer mais musicas assim ainda”.

“Trabalhar com a Ceia é muito massa, todo mundo evolui junto, desde o RH ao Artístico, saca?! Papo de família também, com tudo que uma família tem. Não vejo a hora de cairmos na estrada todo mundo junto novamente”, conta.

Quando questionado sobre sua perspectiva para o próximo ano, Febem afirma que espera que o rap chegue cada vez mais no topo. “Tem que ter artista até no rótulo de salgadinho, já que os outros estilos musicais podem, nós também podemos. Espero que a zona de conforto nunca me pegue e que o sonho da casa própria se realize pra todo mundo que batalha há anos por isso, como eu e minha família”, finaliza.

Redes sociais: Instagram, Facebook.

1 comentário
  1. MG Duarte Diz

    Rap no topo do topo…. Fé pra sua caminhada. Vai constar o sonho, pode pah.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.