As 22 promessas do rap do Sul para 2019

A lista de artistas que são considerados promessas para o ano de 2019 do sul foi elaborada pela equipe do RND e por parceiros externos.

Anualmente trazemos a lista das promessas do nordeste, foi então que surgiu a ideia e a necessidade de fazer uma lista para elencar as promessas da região sul do país, trouxemos 22 nomes que se destacaram entre milhares de artistas que surgiram e que ainda vão surgir na região nos próximos anos.

O RND aposta em todo o cenário independente do sul do país e das demais regiões que ainda não tiveram seu devido reconhecimento. Essa é a nossa primeira lista que recorta a região sul do país, as próximas listas irão sair anualmente e sempre no mês de dezembro.


22. Versa (SC)

Nascida no oeste catarinense, na cidade de Seara, Versa mudou-se ainda na adolescência para à capital, Florianópolis, onde teve o primeiro contato com o movimento hip-hop através das batalhas de rima.

Notória nas batalhas da ilha, especialmente nas batalhas da Alfândega e das Minas (ambas no centro da cidade), a MC coleciona vitórias por onde passa e assim constrói o seu nome. Versa estreou a carreira solo no ano de 2018 com o EP “Versos Expostos“, produzido por Rasec TKZ.


21. Armadilha INC (PR)

Formado por Hurakan, Bigorna, Liva, MHC e Sossa; o grupo Armadilha Inc. é um dos coletivos que mais agitaram Curitiba com seus traps e R&Bs. A música “JaggerBomb” é um sucesso na capital paranaense. Após um período de resguardo, o grupo retoma os trabalhos em estúdio para preparar surpresas e garantem que novas texturas estão por vir.


20. Jaya (PR)

Quando o assunto é rap, com certeza, Jaya é um dos grandes nomes de Curitiba. O single “Não Te Tendo“, uma parceria feita com Ju Maia e Pupilo, é uma prova de todo o seu talento, já que bate forte nas caixas e nos corações de quem ouve.

Em 2018 a rapper foi destaque com as músicas, “Gostei Mais Passou” com o Bface e “PQCTÁ FLNDO AINDA?“. Sem contar que ela roubou a cena em sua participação na faixa “Peças Quebras De Um Teatro Esquecido“, que faz parte do disco “Fazendo Grana Pro Meu Filme” de Rodrigo Zin.

Para o próximo ano, Jaya planeja lançar o seu disco, que para a alegria de todos já está com quase 100% de todo o material pronto. Uma coisa é certa: a curitibana tem a voz e o poder de se tornar um grande nome em 2019! Confira o último clipe lançado.


19. Gábe (RS)

Gábe tem 23 anos e mora na cidade de Rio Grande, cidade do extremo sul do RS. O MC começou a chamar atenção quando lançou seu EP intitulado “Projeto Matéria: BIOGRAFIA“. O rapper é um talento nato, se destaca por linhas bem escritas e é uma grande aposta para 2019.

Recentemente Gábe lançou um EP de 4 faixas intitulado “Anbu“. O artista é dono de um dos melhores RND Freeverse, estamos falando da track “Prefiro Lasanha“.


18. Otti (SC)

Com apenas 23 anos, Otti MC se tornou um dos grandes destaques de Santa Catarina por conta de seus flows variados e referências icônicas. O rapper fez pontes com grandes nomes do cenário nacional, como o projeto “SC no Mapa”, em que dividiu o mic com Primeiro, Mineiro e a maravilhosa Clara Lima.

Seu primeiro EP, “Hipnose“, está previsto para ser lançado ainda em 2018. Com toda a versatilidade artística e a habilidade de Otti, com certeza, o nome crescerá muito e vai dar o que falar em 2019, Confira um dos sons que chamaram a atenção – no melhor estilo Sad.


17. I.T.T RAP (PR)

Diretamente de Maringá, I.T.T. RAP é composto por Matheuzin, Kaique e James; além do auxílio de Manabu, DJ que é bastante conhecido na região. O EP “Do Contorno Pra Cá” saiu no mês de maio e chamou a atenção por conta de um grande cuidado em sua execução e é claro, por conta de uma lírica apurada.

Entre os principais temas abordados por I.T.T. RAP em seus sons, estão a realidade das ruas e a malandragem – assunto tratado pelo trio de maneira muito original, uma razão pela qual eles não poderiam ficar de fora desta lista.


16. Jovem Esco (SC)

Um dos nomes que, certamente, não poderia ficar de fora desta lista é o de Jovem Esco. O artista de Santa Catarina é sinônimo de talento, uma vez que fez toda a produção de sua mixtape “Califa Cinza Mixtape” em casa, de forma independente, com beats de sua autoria e o mais impressionante: tudo isso em apenas um dia.

Em 2018, junto com seu fiel companheiro Makalister, o rapper foi destaque em um dos grandes lançamentos do rap nacional, que foi na música “Se Pá Tudo Ok“, música que integra a mixtape Comunista Rico” de Diomedes Chinaski.


15. VinylRap (PR)

O grupo surgiu no segundo semestre do ano passado, desde então vem trabalhando muito para ter uma agenda de shows cheia e muitas músicas novas para o público. O grupo tem nas ruas a “Mixtape Contraste” e vários singles.

O último lançamento foi o single “SATY”, já com uma nova formação, onde foi agregado ao time o produtor GG. Confira essa música aqui.


14. Ju Sofer (SC)

A catarinense Ju Sofer foi finalista do Prêmio da Música Catarinense 2018, um dos mais importantes prêmios da música nacional. Ju deu seu pontapé inicial na carreira solo com o EP “Comer, Fumar, Amar“, onde ostenta versatilidade, transitando entre Trap e RnB ao longo de quatro faixas.

Com um extenso catálogo de singles, Ju Sofer é forte representante do rap de Florianópolis e uma grande aposta para o ano de 2019, ouçam o EP.


13. Young Daddy (SC)

O jovem trapper catarinense Young Daddy vem ganhando bagagem e destaque ao decorrer dos anos. Recentemente lançou o disco intitulado “Rosa Mixtape“, essa é consagração de seu trabalho como artista solo.

Com faixas que demonstram todo o seu potencial, traps de bater cabeça e R&Bs mais românticos, Young Daddy conquista a cada dia que passa, mais fãs por todo o Brasil, inclusive todos do RND, confira uma das faixas que mais gostamos do artista.


12. Dona Maria MC (RS)

Apesar de seu nome de batismo ser Natalya Carvalho, a gaucha é muito mais conhecida como Dona Maria MC, um dos grandes destaques na cena local. Com sons que falam de empoderamento feminino, a rapper tem como principal objetivo de sua carreira, se consolidar na cena e, consequentemente, abrir ainda mais caminhos para outras mulheres dentro do rap nacional.

Uma faixa que ninguém pode deixar de ouvir, com certeza, é “Confronte-se“. Com uma letra recheada de autocríticas, além de questionamentos sociais e políticos, certamente, a canção é sinônimo de amor à primeira vista, ou melhor, amor à primeira rima. O último disco de Maria é o “Quarenta Dias No Deserto”, que foi lançado recentemente e conta com 10 faixas.


11. Pete Mcee (PR)

Atualmente integra o Estúdio 172 na condição de artista e compõe a banda curitibana Motriz, que mescla rap, rock, mpb; isso tudo num groove alucinante. O rapper lançou diversos singles, vários deles com clipes, sempre em parceria com a produtora Affluence Films, que captou imagens dos sentimentos mais amorosos e sombrios do artista, como em “Esfriou” e “Destino“, respectivamente.

O que nos faz apostar em Pete é o fato de que o lançamento do seu primeiro álbum oficial está se aproximando, “Selva de Perdas: A Lágrima do Astronauta“, inteiramente produzido pelo beatmaker João Taborda, que é baterista da banda Trombone de Frutas.

O disco contará com as seguintes participações: TUYO, Rodrigo Zin, Skraba, Pecaos, Yuri Lemos, Cássio, Camila Lima e Carol Passos, sendo assim, um grande disco para 2019 e é com isso que Pete planeja ser um dos grandes nomes do rap nacional.


10. Lubs (PR)

Lubs é uma das melhores do sul, o RND já sabe disso há muito tempo, foi por isso que ela lançou o RND Freeverse “Sem Massagem“; a MC é natural e reside na cidade de Maringá, interior do Paraná. Ela começou a ganhar visibilidade nacional após participar da faixa “Papo Reto 2“, projeto do grupo UZI, que contou com ADL ABlunt. Lubs tem tudo pra ser um nome bastante conhecido entre a galera do rap em 2019, veja um dos últimos trabalho dela.


9. Raphael Warlock (SC)

Warlock é um dos nomes a se prestar a atenção nessa lista. O MC e produtor de Florianópolis, trilha seu caminho em um segmento que ainda é resistente aos LGBT, o rap. Usando e abusando de rimas ácidas e criativas, sabe quem é e quem representa.

Ele integra o coletivo NREC 727 e o duo Teoria do Caos, junto com PS. Os dois discos de Warlock foram lançados esse ano, os dois são um prato cheio para absorção de novas ideias e mostram que no rap é sempre possível fazer algo diferente.


8. Burn-O (PR)

Bruno Nascimento passou a ser conhecido nas baladas curitibanas em 2018 pelo codinome de Burn-O. Sua notoriedade como artista promissor é eminente; e o artista tem uma originalidade pouco vista dentro da cena do rap nacional e principalmente da cena local. O artista é um respiro para mesmice que está dominando o rap.

Ele é autor de alguns remixes que conseguem ser melhores do que as versões originais. Burn-O termina 2018 embalado para ser mais do que apenas um pequeno artista local. Confira um dos sons que mais gostamos do artista.


7. Slow Gang (SC)

Slow Gang é um grupo catarinense que vem se destacando no cenário do rap. Durante 2018 o grupo lançou músicas novas quase todos os meses, chamando atenção do público e da mídia. No mês de novembro o pessoal da Slow Gang cruzou as fronteiras, aterrissando em Portugal para uma collab com a produtora Complexo Hip Hop. A passagem do grupo por Portugal rendeu uma entrevista na TV, oito músicas, seis vídeo clipes; então podemos dizer que a passagem da Slow pela Europa foi carimbada com sucesso, confira um dos sons da rapaziada.

6. IVS (RS)

Sabe aquele tipo MC que tem um monte de rimas elaboradas? Então, esse é o IVS. Sabe aquele tipo de MC que tem uma técnica apurada? Então, esse também é o IVS. Os seus versos chamam atenção de longe. O rapper soltou ontem (19), a música e clipe “Antes do Hype“.

Recentemente, o rapper lançou uma mixtape com sete faixas e no primeiro play você consegue perceber o quão habilidoso esse rapper gaúcho consegue ser. É um artista que está completamente pronto pra ter 2019 como o seu grande ano. Confira esse clipe do rapper, a música se chama “Jay Z“.


5. Florence (RS)

Florence, é mais um representante do Rio Grande do Sul, porém atualmente está morando no Rio, após fechar contrato com a UFO Records, é um dos trappers com maior destaque dessa lista, membro do coletivo Indigo Gang, que conta com o Blacka e Dé Saiyajin, dois outros ótimos nomes do trap da região. Florence lançou duas ótimas mixtapes em 2018, foram elas: “O Incrível Mundo de Flowers” e “Simetria“. Sem dúvidas, dos citados, Florence foi o que mais trabalhou em 2018 para que o seu nome pudesse aparecer nessa lista.


4. TK (PR)

TK é mais um nome de Curitiba, atualmente está trabalhando em seu EP, que conta com a participação de grandes nomes do rap nacional, o MC tem tudo pra fazer barulho em 2019. O rapper tem muita coisa guardada, passou 2018 vendendo suas composições para artistas do sertanejo, pop, até do rap e segue lapidando suas letras para vir com tudo e roubar a cena.

O menino é uma máquina de fazer música, 2019 ele promete faixa com o grupo Entre Linhas, Predella, Derek, Sagaz, entre outros. Neste ano de 2018 ele lançou só duas faixas, todas elas foram participações, inclusive nessa “Coração de Vidro” que você pode conferir aqui.


3. Zeus MC (RS)

Zeus é um garoto de 17 anos que vem fazendo a ponte RS/SP a todo vapor. Em 2015 lançou o disco “Sinfonia Olimpiana“. Todas as músicas tiveram clipes dirigidos por Zinho, do Lado Sujo Da Freqüência. O MC também participou da cypher “A Divina Comédia” do canal Rap Box e é um dos vídeos mais vistos do canal liderado por Léo Casa1. Confira o ultimo lançamento do garoto.


2. Rodrigo Zin (PR)

O curitibano lançou dois discos em 2018, “Francisco Oceano” e “Fazendo Grana Pro Meu Filme“. Esse foi um ano divisor de águas para o MC, que vem sendo reconhecido pelo ótimo trabalho realizado. Em matéria sobre a carreira do artista, o jornalista Gustavo Oliveira disserta sobre ascensão de Rodrigo Zin. “Ambição é uma palavra que pode muito bem definir o trabalho do Zin, o MC já pode ser considerado a revelação de 2018. Porém, essa empreitada ambiciosa, não se resume nos lançamentos propriamente ditos, e sim na essência das músicas“.

Além dos discos lançados, Zin realizou diversos shows e feats, mas não parou por aí, o garoto também trabalhou em um EP com o produtor Will Diamond que está previsto para ser lançado dia 23 de dezembro, confira um dos últimos trabalhos do rapper.


1. Aka Rasta (PR)

Vocês acharam que não teria Aka Rasta não é? Mas não tem como fazer uma lista das maiores promessas do sul para 2019 e não colocar o rapper Aka Rasta; ele fez sua própria cena em Curitiba e diferente da maioria, conseguiu atingir o público nacional. isso começou em 2016 quando ele apareceu na cena com a mixtape “Astronauta“.

A mixtape foi o que fez o artista a ficar em evidência na cena underground. Em novembro de 2017 as coisas começaram a mudar para o curitibano, o motivo foi “Só Tô Sendo Eu Mesmo“, com essa música a carreira do rapper começou a decolar. Aka Rasta, esse é o grande nome de Curitiba, do Paraná, do Sul.

7 Comentários
  1. VINISLKT Diz

    Selektah Gang, Txai RAP, Marina Lima, Nandi, Mokados Crew, Johnguen, Zombie Johnson, D’lamotta … a lista poderia ser bem maior mas é bem interessante conhecer artistas do Sul que ainda não tinha conhecimento

  2. Gustavo Diz

    Cadê o SIAMESE? É o aartista que fez mais show esse ano em Curitiba!

  3. Akfoser Diz

    Bianca Hoffmann?
    Ka Alves?

  4. Mana Diz

    Faltou a Dre Rodrigues! Um avião do rap, até no nacional esteve. Um vacilo esquecer dela.

  5. André Simon Diz

    D’lamotta, Mokados Crew e Cal Will não podiam estar de fora se querem realmente conhecer a força do sul

  6. […] Finaliza o ano com o lançamento do single “Fresh to Death“, um remix da faixa ZEZE de Kodak Black e pro próximo ano ele planeja soltar diversos trabalhos entre singles, videoclipes e um EP em parceria com Burn-O, uma das promessas do rap do sul para 2019. […]

  7. Marcelo Diz

    procurem por A100 , musicalidade e originalidade direto de SC… dá uma atenção nos menino que seis vai ficar de cara!!!!

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.