Com dançarinos de coletivos LGBTQIA+, Criolo divulga ‘Etérea’

0

Com algum tempo sem escrever sobre rap, ou sobre hip hop e/ou talvez sobre artistas que emergiram da cena e conseguiram expandir o próprio trabalho de forma com que todo o cenário ganhasse respeito intelectual como uma cultura válida, é impossível não ficar inspirada ao ouvir Criolo.

Criolo, que ano passado lançou “Boca de Lobo”, música que nomeia nova turnê do cantor, nesta quinta-feira (14), divulgou o single “Etérea”. Criolo, mais uma vez, nos entrega uma canção desafiadora e capaz de abraçar quem está aberto a ouvir sem julgamentos – o que deve ser bastante difícil para certas pessoas.

“Etérea” é posicionada politicamente e contém versos, em minha opinião, sensíveis. Como o abaixo:

É necessário quebrar os padrões. É necessário abrir discussões. Alento pra alma, amar sem portões. Amores aceitos sem imposições. Singulares, plural. Se te dói em ouvir. Em mim dói no carnal. Mas se tem um jeito esse meu jeito de amar. Quem lhe dá o direito de vir me calar?”

A canção junto com o videoclipe é uma homenagem, que é perfeitamente representada por performers de oito coletivos LGBTQUIA+ brasileiros. Além disso, o cantor apostou na incursão da primeira música eletrônica da carreira. Tiro certeiro. A produção musical ficou por conta de Daniel Ganjaman.

Sempre com o time correto, o lançamento de “Etérea” pode ser também, um posicionamento político a favor da criminalização da homofobia, que desde quarta-feira (13) está sendo julgada pelo Supremo Tribunal Federal (STF).

Confira o vídeo clipe de “Etérea”:

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.