Geo e niLL e uma relação entre o natural e robôs

0

Toda produção artística pode me gerar uma experiência que posso classificar de três formas diferentes. Posso gostar, não gostar ou ficar com vontade de escrever. Nesses últimos dias, fui tomado pela terceira reação, tudo graças a música “Acrílico“, da Geo com participação do niLL. Por conta disso, percebemos que a arte, às vezes, fala muito mais sobre nós, que consumimos o material, do que quem o produz, mas vamos com calma para entender tudo.

A Geo tá preparando-se para lançar um álbum e “Acrílico” faz parte da concepção de um conceito criado pela artista, junto da faixa “Comunicação” (lançada no ano passado). Se você acompanha a cantora nas redes sociais já deve tá ligado, Geo não só criou, mas como encarnou totalmente uma ideia, tornando- se uma representação viva da sua obra.
Numa realidade em que a personalidade e a pessoa do artista, torna-se maior do que sua própria arte, Geo abriu mão de si e demonstra que ela é sua própria arte. Não foi necessário que ela não mostrasse quem é, muito pelo contrário, ela só redirecionou o foco de maneira genial, fazendo com que criador e criação fossem equivalentes.

Essa dicotomia entre a extrema exposição e a reclusão da pessoa do artista, pode ser vista em todo o trabalho dela, desde seu EP “Salva Vidas“, e pelo menos é o que aparenta mais fortemente em seu futuro álbum. Os dois singles, “Comunicação” e “Acrílico” representam isso muito bem. As duas faixas seriam os dois lados de uma mesma moeda e simbolizam visões diferentes sobre o mesmo assunto, se pudermos classificar dessa forma.

A arte como fruto do seu tempo, reflete a realidade que está inserida. Tem se tornado muito comum a fluidez e incerteza de nossos tempos, ser objeto de produções artísticas. Trabalhos como “Francisco Oceano“, do Rodrigo Zin e “Regina“, do niLL, tratam muito bem da nossa realidade “líquida”. Porém, a diferença que a Geo traz para sua abordagem, é como a liquidez atinge diretamente em todos os âmbitos. Os trampos já citados mostram muito bem como ocorre a influência de uma maneira mais “social”, de uma forma geral (que não deixa de ser íntima), mas Geo como já mencionado, encarna essa realidade.

“Comunicação”, por exemplo, poderia passar batida como uma simples love song, que fala de uma relação “carnal” e tudo aquilo que é falado em várias músicas do tipo. Porém, graças a forma que Geo trata seu trabalho de forma ampla e real em vários níveis, a música alcança outro patamar.

“A gente nem diz nada
Você me beija é pura comunicação
A gente nem conversa
Você me beija é pura comunicação”

Tratando de forma muito sentimental, aqui Geo não é uma ciborgue, seus sentimentos estão de certa forma, intactos. A pessoa com quem ela fala que seria a forma robótica, atingida pela liquidez da realidade. A artista foi atingida de forma direta por isso, a partir desse ponto seria o início de sua pesquisa, onde ela replicaria em sua vida a frieza de um robô.
Engraçado o nome da música ser Comunicação, em tempos onde um dos maiores responsáveis pela incerteza de nossa realidade, ser a própria comunicação social. Geo subverte todo o sentido disso, ao se “entregar”.

A sua nova música, “Acrílico”, seria o ponto de confirmação de tudo que foi dito até aqui. Tudo aquilo sobre assumir a personalidade robótica, é exibido, e como consequência, todas as problemáticas que isso traz. Num narrativa, Geo constrói a perturbação de alguém que jaz há muito tempo entre algo sem vida, que impede as veias de pulsarem e de sentir – se humana.
Mas chegando o refrão, percebemos uma pequena ironia na história toda.

“Meu coração Acrílico
De tanto bater cíclico
Amarelou
Feito uma página”

Ironicamente, essa forma de vida inorgânica, teve uma reação orgânica e deteriorou – se. A vida repetitiva e regrada pelas engrenagens, tornou-se podre e nesse fim que Geo alcança novamente a vida. Certo, isso é problema, mas lembra a participação do niLL nessa faixa, então, ele traz a solução para o problema.

“Você tem a chave, por que pula o portão?
Se tem a cama, por que dorme no chão?
Por falta de aviso, ou não?”

Interprete isso da forma que quiser, que encontrará a resposta, por enquanto, aguardo o que Geo desenvolverá a partir disso, e escreverei.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.