Parece que Marie gosta muito de flow mas não tem conteúdo!

Primeiramente, eu já vou adiantar que o que eu vou falar é como mulher, frequentadora de batalhas, já toquei em batalha de rima e eu NUNCA, NUNCA admitiria de forma alguma que qualquer MC usasse cultura de estupro ou racismo para fazer uma rima. Pra começar…

133º edição da Batalha da Aldeia temos um confronto entre duas MC’s (uma no caso não deve nem saber o que é isso). Ravenna e Marie, já começam esmurrando nas rimas no primeiro ROUND. Até aí tudo bem, rima vai, rima vem. Eis que com empate, chegamos no terceiro. Sabemos que o terceiro round é o momento crucial, momento que decide a vitória do MC.

Tá, sabemos que você tem que ter sagacidade, respeito, rima boa e todo aquele blá blá blá. Acontece que Marie errou e errou MUITO FEIO. No direito de resposta da rima anterior de Ravenna, a “MC” Marie teve o grande desserviço a sociedade de soltar a rima:

“Lembra no primeiro round
Que ela me chamou de cadela?
Você parece uma louca
Que foi estuprada na cela”

Marie

Sim, a Marie mandou esse verso: “Você parece uma louca, QUE FOI ESTUPRADA NA CELA”. A partir dali a organização da batalha já teria que ter pego o mic, encerrado a partida e dado vitória para Ravenna.

Sem desculpa de que não há regras e sem desculpa de que no calor da emoção as coisas saem sem pensar. MC QUE É MC TEM A RESPONSABILIDADE dos versos que transpassa, PRINCIPALMENTE SABENDO QUE SERÁ FILMADO E PUBLICADO. Não precisa de muito esforço tá Marie? Se for difícil pra você, vamos lá, eu te explico o porquê e com dados:

São registrados ANUALMENTE mais de 60.000 casos de estupro no Brasil. Mais de 164 estupros por dia, um estupro a cada 10 minutos. Isso, falando por cima. Estima-se que apenas 10% dos casos são notificados, fazendo as contas, se a gente assumir que esses 60 mil são só 10%, temos aí 600 mil casos de violência sexual todos os anos! A cidade de São Paulo é a maior com registros do caso, estima-se 11 mil.

Você pode até me questionar: “Tá Kitty mas e o estupro carcerário no qual estamos nos referindo a critica de Marie?”

Primeiramente sabemos que pra conseguir esses dados é preciso que você dê voz para essas pessoas, e quem aqui dá voz para os cárceres? O Brasil com certeza é um dos países que mais sofre com crise penitenciária, sem mudar de saco para mala, vamos falar do assunto.

Não existe, ou eu pelo menos não encontrei (e você que estiver lendo essa matéria se souber ou encontrar por favor me enviar o link) informativos mostrando os casos de estupro no regime penitenciário brasileiro, mas não precisa ser um leigo ou um babaca pra saber que ISSO ACONTECE MAIS DO QUE TUDO.

A luta pela cultura de estupro é também pra esses tipos de caso (estupro carcerário) , o estupro não tem que acontecer! Nem dentro e nem fora das celas, mas para dar mais um adendo sobre, trago pra vocês aqui, a notícia da menina que foi estuprada no Pará, numa cela por mais de 20 RAPAZES, VINTE, VINTE HOMENS!

“O presidente nacional da Ordem dos Advogados do Brasil, Cezar Britto, classificou de “hedionda e intolerável” a prisão de uma menina de 15 anos em uma cela na cadeia de Abaetetuba, no interior do Pará, juntamente com 20 homens, e por mais de um mês. Segundo o Conselho Tutelar do município e membros da comissão de direitos humanos da OAB do Pará, a menor, detida por furto, foi estuprada durante o tempo em que permaneceu na cadeia”. Leia mais aqui.

Ta bom pra você Marie, ou quer mais? Não quero nem seu direito de resposta, eu que vou falar mais: você foi inconsequente, irresponsável e além de tudo preconceituosa.

Você Marie, estava rimando com uma MC negra, deveria ter no mínimo o senso e a noção das suas rimas, e olha que impressionante: Brasil é o país que mais prende mulheres e por incrível que pareça, 62% DESSAS MULHERES PRESAS SÃO NEGRAS.

Então vamos com a tia aqui que eu vou te explicar o raciocínio: se 62% dessas mulheres são negras, e se dentro das celas, infelizmente existe a cultura de estupro, já que a segurança nos presídios para mulheres (principalmente negras) é quase nula, dá para imaginar o peso da sua falha não é mesmo?

Eu peso na mente mesmo, pra mim é inadmissível uma mulher ofender a outra, usando uma das coisas que mais lutamos para que não aconteça. Uma dica para você Marie, que pelo visto não deve ter pisado numa periferia nunca e muito menos numa prisão: visita lá. Sabia que as mulheres presas não tem nem absorvente? Não tem condições nem de um banho descente? Sabia que mulheres gravidas nas celas são estupradas? Você sabia que o abuso de autoridades existe? É, pelo visto não sabia, e sabe o que a gente faz quando não sabe? NÃO FALA, SE CALA!

Espero que você aprenda e volte 350 casas na sua caminhada como “MC”, pega o seu hype ai com sua bolsinha da off-white e sai, o hip hop, o rap, as batalhas não precisam de pessoas como você e nem de rimas como a sua.

MÁXIMO RESPEITO A RAVENNA! SUA LUTA NÃO SERÁ SILENCIADA!

3 Comentários
  1. Henrique Moraes Diz

    Paia, so massa pra acrescentar ainda mais treta, todos sabemos que a “cultura” do estupro esta presente em nossa sociedade e precisamos fazer algo para que isso acabe de uma vez, mas também não quer dizer que não podemos falar sobre, não quero me estender muito pra mim foi so da boca pra fora e o ouvinte é que tem que ter o dom ! abraços

  2. Sandra souza Diz

    Eu fico fudida da cara, isso não é uma coisa que se fale nem na porra do “calor da emoção” !!! Eu choro todos os dias por cada uma dessas mulheres, aí vem uma criatura e coloca toda a luta diaria das outras só pra aumentar o ” Hype !!! 😓

  3. Bruna Diz

    Lidar com escrita é coisa séria. Mais racionalidade e menos emoção para escrever.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.