Rapper catarinense Will lança trilogia ‘Entre Linhas’

0

William Oliveira ou simplesmente Will de 22 anos lançou no dia 20 de maio a trilogia “Entre Linhas”, logo após seu ep colaborativo MARDEINFORMAÇÃO (2017), o novo trabalho conta com as faixas “Party”, “Tempo” e “Nyte” com as produções do BW e beats do Beatz Era e LCs Beats as músicas ganham autenticidade no Trap.

Em seu primeiro trabalho solo, Will resume alguns acontecimentos da sua vida ao longo das 3 tracks. Em ‘Party’ o rapper retrata seus rolês em Santa Catarina fazendo referência com seu próprio nome. A ‘Tempo’ se trata de relacionamentos, e mesmo se tratando de sentimentos a pegada trap do Ep continua até chegar na faixa final ‘Nyte’, onde o mc retorna a referências das noites catarinenses em que se encontra.

Sobre o seu ep, referências e muito mais coisas o Will bateu um papo com o RND;

Nas 3 faixas, mesmo falando de coisas diferentes elas estão interligadas. Qual a principal mensagem que essa trilogia passa como um trabalho sólido?

“Nessas faixas,meu intuito foi relatar um ciclo vicioso que nossa geração jovem solteira vive, entre rolê, amigos, relacionamentos e festa. Em um ponto de vista perceptível a trilogia passa a mensagem momentânea de poder curtir a realidade com um play, resumindo minha mensagem final é que tudo é passageiro e o tempo voa, nada disso é errado”.

Sabemos que Santa Catarina tem uma cena muito forte com mc’s talentosos, o que é necessário para ganhar cada vez mais espaço no cenário nacional?

“No meu ponto de vista SC tem vários Mc’s pra serem descobertos, nosso espaço a gente conquista com persistência. Acredito que com bastante esforço e trabalhos autorais a cena nacional tende a abrir mais espaço, porque rap hoje em dia não é mais como antes que geral via pela essência e conteúdo, hoje é views, roupas e muita Internet. Mas a luta continua”.

Quais as referências e indicações nacionais que você tem, e de que forma elas colaboram para o “Entre Linhas”?

“Então, minhas referências nacionais são as mais comuns na cena,Os artistas que se destacam muito e eu me identifico são Djonga, Bk’ , Filipe Ret. O Entre linhas é um mix de tudo que eu gosto e os trampo autoral que me impulsionaram a fazer isso são os trampo do meu mano PZR da cria som e o Ep Ruera da Alra Alves produzido pela @símioprod, nós que estamos no underground e independentes precisamos enxergar mais e valorizar os trabalhos que estão na rua esperando uma oportunidade”.

Quais os seus próximos passos no Rap? Pretende lançar mais algum trabalho em 2019?

“Eu e meu produtor BW pensamos em analisar o que o momento pede. Depois dessa trilogia veremos o que a cena aceita melhor, caso seja a repercussão esperada desses trampos posso pensar em 1 single e mais pra frente um EP de 7 faixas, o que não falta é inspiração, vivo escrevendo sobre tudo”.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.