Samba de Martinho da Vila ganha a mistura do rap com BK, Dexter, Rappin Hood, Kamau, Rashid e do coletivo Melanina Mc’s

0

Tunico da Vila lança pela Sony Music releitura de “Quero, Quero” samba autoral de Martinho da Vila, com mensagens sobre liberdade e direitos humanos. Gravada originalmente no LP “Presente” e na época da ditadura militar, em 1977. Single e clipe da música chegam às plataformas digitais com a mistura do rap, participações e intervenções originais de BK, Dexter, Rappin Hood, Kamau, Rashid, e do coletivo Melanina Mc’s.

Com arranjos originais e modernos, sob a direção do mestre Rildo Hora, o cantor e compositor Tunico da Vila mostra sua maturidade como cantor, além de toda a contemporaneidade do seu samba, quando une força e potência e permeia o diálogo do samba com o rap.

O samba-rap de “Quero, Quero” fala do querer humano, do participar, do grito pelos direitos soberanos unindo samba e rap, duas culturas negras mensageiras. (…) Convidei amigos e amigas rappers, homens e mulheres, para desabafarmos juntos, cada um ao seu modo.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado.

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.